Conheça 5 cidades amigáveis para bicicletas

5 de abril de 2017

Desde os primórdios da civilização, conviver em sociedade é sinônimo de compartilhamento e troca. Ir ao trabalho de bicicleta é ação corriqueiras em várias cidades do mundo que os brasileiros adoram visitar e fotografar.

Nelas, já é notória a noção de que o m2 em que você vive, principalmente se for perto de tudo, é mais importante do que o uso diário do automóvel. A qualidade de vida é um dos ganhos mais evidentes. Andar de bike é estar à frente.

Quer conhecer algumas dessas cidades que amam as bicicletas e ditam tantas mudanças culturais e criativas ao redor do mundo, inclusive essas que já se passam em São Paulo? Confira nossa lista a seguir.

 

São Francisco, EUA
Sempre na vanguarda norte-americana, Frisco ainda tem um charmoso e eficiente sistema de bondes que sobem e descem suas ladeiras, além de ostentar o posto de segunda melhor cidade dos EUA para os ciclistas. Eles e os motoristas convivem muito bem na Golden Gate, um cartão postal mundialmente conhecido.

 

Copenhague, Dinamarca
A Dinamarca é um dos países mais desenvolvidos do mundo. Sua capital já estuda a proposta de usar o tempo de viagem de bicicleta como base para todos os semáforos e projeções de fluxo, em vez de usar os tempos de viagem dos carros.

 

Amsterdã, Holanda
Uma das capitais mais avançadas e liberais da Europa tem nas bicicletas, que estão por toda parte e chegam a abarrotar a região central, uma de suas atrações turísticas. A cidade estuda planos de expansão para melhorar o fluxo das magrelas pelas vias públicas.

 

Sevilha, Espanha
Em 2006, as bikes tinham apenas 05% de participação modal – hoje elas chegam a 7% devido a um sistema público de compartilhamento de bicicletas que incentivou a população a aderir ao meio de transporte.

 

Barcelona, Espanha
O Bicing, o programa de aluguel de bicicletas lançado em 2007, conta com mais de 100 pontos espalhados pela cidade, que também conta com uma  ciclovia chamada de “anel verde”, que rodeia toda a área metropolitana,  e possui mais de 3 mil vagas de estacionamento para bikes nas ruas e garagens subterrâneas.